sábado , outubro 21 2017
A L Ô . D I Z :
Você está aqui: Capa / Colunas / A semana pedagógica

A semana pedagógica

Magda Asenete-02

Magda Asenete, pedagoga

Nas escolas, quando se aproxima o término do ano letivo, o acúmulo de trabalho é muito grande e as atribuições da reta final se aglomeram. A impressão que se tem é que não haverá tempo hábil para a finalização do calendário anual. São muitas atividades e tudo aquilo que deixou de ser realizado, por algum motivo, sugere uma ansiedade referente ao cumprimento das demandas.

Então, finalmente, as férias chegam! É hora de relaxar! A sensação de alívio, mas também de dever cumprido se estabelece e tudo fica colorido. Pássaros cantam, o céu fica azul, professores saltitam. Os alunos estão de férias, mas os professores não. Ainda precisam cumprir algumas tarefas indispensáveis para o andamento escolar e administrativo (finalizar diário de classe, entregar relatórios e notas dos alunos que fizeram recuperação final, arrumar as salas etc). Momento em que o cansaço torna-se o maior inimigo do docente.

Nessa hora, é necessário estabelecer o diálogo e a parceria, advindas da equipe técnica. O motivo é, que por lei, é direito do professor estar em férias durante o mês de janeiro e ao regressar, o tempo para planejar o novo ano letivo é extremamente escasso e por esse motivo o planejamento nem sempre alcança o sucesso.

Este período é chamado de Semana Pedagógica que geralmente se inicia com uma recepção ao retorno dos professores, reunião sobre as novas demandas, treinamentos e planejamentos.

Todos retornam descansados, com novidades, ativos e com muitas expectativas. O tempo passa a ser um vilão nesse momento, no sentido que será dada a largada para o corre-corre. Para as séries iniciais um dos desejos é preparar um local agradável e encantador para os pequenos, onde sintam-se acolhidos. Para os professores das séries maiores, como Fundamental dois e Ensino Médio, é hora de saber e adequar o horário para poder estabelecer o translado entre as diferentes instituições onde lecionam.

Este momento é cansativo e por vezes perde-se o docente para outra instituição. Então, como lidar com essas questões?

O ideal é, mesmo com o cansaço ao se encerrar o ano letivo, todos reúnam esforços para planejar o ano seguinte. A seu favor, os professores e a equipe ainda contam com aproximadamente uma semana antes do recesso de final de ano. Esse período precisa ser extremamente proveitoso.

Quando todos atingem o propósito ansiado, o ganho pedagógico é ilimitado. Há tempo hábil para pensar, construir, trocar, incentivar, criar, produzir e finalizar o projeto para o ano seguinte. Depois curtir as férias com todas as regalias da competência e disposição.
Professor é alguém capaz de transpor os maiores obstáculos em prol da profissão e do sonho docente e discente. Pessoa rara e incomum; melhor dizendo, maravilhosa!

Tiberius Drumond

Sobre Rhanny

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top