sábado , outubro 21 2017
A L Ô . D I Z :
Você está aqui: Capa / Destaques / UNE aprova jornada em defesa da educação pública e gratuita

UNE aprova jornada em defesa da educação pública e gratuita

Pontapé inicial será dado no próximo dia 19 de Outubro com uma mobilização nacional

Foram dois dias (22 e 23/09) do primeiro encontro da diretoria plena da UNE em que a discussão se centralizou nos desdobramentos do golpe político que retirou Dilma Rousseff do poder e que agora aplica uma agenda neoliberal de retirada de direitos para os trabalhadores.

Os estudantes acreditam que a crise não pode ser resolvida com o fim das políticas públicas e a oneração da classe trabalhadora e da juventude. “Lutar por um outro modelo de política econômica é central para tirar o Brasil da recessão, tendo como norte da retomada de nossa economia a redução da taxa de juros, a auditoria da dívida pública e a taxação das grandes fortunas. É preciso que a UNE defenda um projeto de país a favor dos direitos do povo que reconheça a necessidade das reformas estruturais”, destaca trecho do documento de planejamento do próximo período.

Para isso a entidade que comemora em 2017 oitenta anos de vida quer ampliar o diálogo com os mais amplos setores estudantis, articular a rede do movimento estudantil através dos DAs, CAs, DCEs, UEEs e executivas de cursos por meio de uma caravana que vai cruzar todas as regiões do Brasil.
“Percorrer as universidades do país no próximo período para defender a educação gratuita e pública e o Brasil precisa ser o maior desafio da UNE”, diz outro trecho.

De acordo com os estudantes é conhecendo as realidades locais, os desafios e características regionais que eles poderão aglutinar forças contra a ameaça da universidade pública enquanto alicerce vital de um projeto nacional de desenvolvimento e não uma mera prestadora de serviços.
O pontapé inicial será dado no próximo dia 19 de Outubro com uma mobilização nacional.
“A União Nacional dos Estudantes convoca à todas e todos os estudantes brasileiros para construir no próximo período uma grande campanha em defesa da universidade pública e realizar no dia 19 de outubro uma ampla mobilização do movimento estudantil brasileiro em torno do tema”. > Leia aqui na íntegra o Planejamento de Gestão 2017/2019.

A entidade aprovou também um Manifesto em defesa da Universidade Pública que vai angariar apoios na sociedade para além do movimento estudantil. > Leia aqui o Manifesto em defesa da Universidade Pública.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

As 15 pastas temáticas e a lideranças regionais da UNE também reuniram na domingo (23) para planejar as ações do próximo período. Áreas como universidades públicas, universidades privadas e movimentos sociais tem sido foco de ameaças e retrocessos na atual conjuntura política e por isso devem ter ações transversais nessa gestão da UNE.

As pastas de combate às opressões como Mulheres, LGBT e Combate ao Racismo também devem intensificar sua visibilidade dentro da entidade diante a ofensiva conservadora catapultada por um Congresso Nacional retrógrado que não representa a pluralidade do povo brasileiro.

Fonte: Une

Sobre Rhanny

Deixe uma resposta

Scroll To Top